Logo CIH

Banner Topo

PROJETO GESTÃO AMBIENTAL DE BACIAS HIDROGRÁFICAS

img projetosambientais1
img monitoramentoparticipativo2

O projeto Gestão Ambiental de Bacias Hidrográficas, desenvolvido pelo Programa Cultivando Água Boa (CAB), vem sendo executado por meio do CIH, abrangendo um arranjo organizacional com instituições de ensino, órgãos ambientais, prefeituras, empresas regionais e comitês de bacias da região hidrográfica Paraná 3.

A Gestão Ambiental de Bacias Hidrográficas tem como objetivo investigar o território da bacia hidrográfica para encontrar nos meios de produção e nas formas de urbanização adotados, as causas geradoras de impactos e propor por meio de critérios de Gestão Ambiental, a adequação destas atividades a patamares compatíveis com a necessária sustentabilidade.

A metodologia utilizada no projeto conta com dados fornecidos via investigação territorial detalhada, com escala média de 1:5000 ou seja, identifica os passivos ambientais decorrente das atividades humanas exercidas nas propriedades rurais, e posteriormente são consolidados em escala de semi-detalhe (1:50.000), identificando a estrutura fundiária, os recursos hídricos, o uso e o risco ambiental das terras, práticas de conservação de solos, as áreas de proteção ambiental implantadas, a proposta de implantação (Áreas de Proteção Permanente e Reserva Legal) e medidas de saneamento rural. Portanto, representa a integração entre a unidade de produção e a unidade de planejamento do território, já que a bacia hidrográfica é a unidade de gerenciamento compatível com o que preconiza a legislação normativa para recursos hídricos (Lei 9433/97) e utilizável para as instituições gestoras destes recursos.

Como ferramenta de gestão, o projeto utiliza o CTM (Cadastro Técnico Multifinalitário), que permite integrar todas as faces que um projeto desta dimensão exige de seus múltiplos usuários, com inúmeros indicadores e resultados com registros temporais de dados quantitativos e qualitativos. Além disso, também possibilita o armazenamento dos dados da investigação territorial e do diagnóstico ambiental, emitindo relatórios estratégicos que, interpretados, viabilizam a elaboração de propostas de intervenções coletivas em bacias hidrográficas, apresentados em mapas temáticos na escala de interesse.

Por fim, o projeto busca por meio do esforço dos atores envolvidos e, ao longo do tempo, a recuperação ambiental e o planejamento de atividades que podem levar à construção de uma cidadania mais sustentável.