Logo CIH

Banner Topo

Sistema online é lançado para aperfeiçoamento do Plantio Direto

 

Uma ferramenta online desenvolvida pelo Centro Internacional de Hidroinformática (CIH) pode se tornar uma grande aliada no desenvolvimento do plantio direto na palha a nível nacional. A técnica agrícola, que surgiu no Paraná na década de 1970, é um dos pilares para a conservação do solo.

 

ScreenCIH

 

A Plataforma Web – Sistema Plantio Direto foi lançada oficialmente nesta quarta-feira (20) durante a 4ª Reunião Paranaense de Ciência do Solo, em Cascavel. O produto integra um convênio firmado entre a Itaipu Binacional, a Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (FEBRAPDP) e a Fundação Parque Tecnológico Itaipu.

 

Com o sistema, é possível calcular o Índice de Qualidade do Plantio (IQP) de cada propriedade rural registrada, com base em um cadastro e parâmetros de qualidade de manejo do solo. Um dos destaques é a visualização geográfica das informações em um mapa interativo.

 

De acordo com o gerente do Centro Internacional de Hidroinformática (CIH), Rafael Gonzalez, a plataforma é um meio importante para gerenciar dados e informações coletadas em campo. “A ferramenta nos permite entender o processo de conservação de solos e aplicar uma metodologia – que neste caso foi o índice de qualidade participativo – em uma tecnologia”, ressalta. A expectativa é que futuramente a ferramenta possa ser utilizada como apoio nas atividades de assistência técnica e extensão rural.

 

Durante o evento, o consultor da Diretoria-Geral Brasileira da Itaipu Binacional, João José Passini, destacou a importância dessa tecnologia para o aperfeiçoamento da técnica agrícola, que é apoiada e divulgada pela hidrelétrica desde 1997: “É um grande avanço porque serve tanto para agricultores, como técnicos e extensionistas, verificarem como está o processo de plantio direto naquela propriedade e o que pode ser feito para melhorar”.

 

A Plataforma foi lançada justamente em 2015 - ano decretado pela Organização das Nações Unidas (ONU) como Ano Internacional dos Solos – e representa um bom momento para ampliar as discussões sobre questões relacionadas ao solo, conforme lembrou o coordenador da unidade de projetos da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) na Região Sul, Carlos Biasi. “É uma feliz coincidência. Há um esforço dos pesquisadores, estudiosos e extensionistas no sentido de buscar soluções para revertermos o quadro erosivo dos nossos solos e aumentarmos a fertilidade para produzirmos alimentos com segurança”.

 

As informações relacionadas à plataforma e formas de acesso estão disponíveis no endereço www.plantiodireto.org.