Logo CIH

Banner Topo

Centro Internacional de Hidroinformática é premiado no 3º Engeo

O Centro Internacional de Hidroinformática (CIH) foi um dos destaques do 3º Encontro Nacional de Geoprocessamento do Setor Elétrico (Engeo), que foi realizado em Foz do Iguaçu nos dias 27 e 28 de maio. O artigo “Utilização de Geoprocessamento na Prospecção de Potenciais Enegéticos”, desenvolvido pelo Centro, foi um dos cinco premiados durante o evento.

 

foto CIH SITE

 

O objetivo do artigo foi demonstrar as possibilidades oferecidas por softwares livres de geoprocessamento no tratamento de dados territoriais para gestão e prospecção de energias renováveis associados à metodologias de potenciais hidroenergéticos e outras fontes energéticas – como são os casos da cadeia do biogás e as florestas energéticas - em bacias hidrográficas.

 

No documento, foi usado como exemplo o caso da Bacia do São Francisco Verdadeiro, que abrange 11 municípios do Oeste do Paraná e foi elencada no Programa HELP da UNESCO, uma iniciativa que fomenta o gerenciamento de bacias hidrográficas em todo o mundo de acordo com critérios sustentáveis.

 

Entre os critérios de seleção analisados pela comissão técnica do evento estiveram a originalidade e relevância do tema, a consistência e contribuição do trabalho e a análise de dados e resultados.

 

Rafael González, gerente do CIH, destacou que Centro tem desenvolvido algumas atividades de cunho técnico científico e que a elaboração e submissão de artigos é importante para a divulgação do trabalho desenvolvido. “Quisemos apresentar uma metodologia de trabalho que possa orientar as empresas do setor elétrico a atuar com software livre sem custos adicionais e principalmente demonstrando uma alternativa de trabalho com tecnologia da informação geográfica”, destacou.

 

Ele também ressaltou que o artigo é proveniente de um projeto que vem sendo desenvolvido há muito tempo e este não é exatamente o seu objetivo final. “O artigo é uma resposta de um produto que a gente já desenvolveu. Isso que é o mais importante”, finaliza.  

 

O 3º Engeo, organizado pela Itaipu Binacional e com apoio da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf/Eletrobras), reuniu cerca de 250 participantes, entre profissionais do setor elétrico, universidades e empresas ligadas a tecnologias de geoprocessamento e sensoriamento remoto. O principal objetivo do encontro foi promover as tecnologias de geoprocessamento e divulgar projetos e casos de sucesso nessa área, envolvendo planejamento, projeto, implantação, operação e manutenção de empreendimentos de energia elétrica no Brasil.